sábado, 27 de junho de 2009

Jura que o Michael morreu? :O

Não vou fazer o gênero hipócrita, e dizer que sofri horrores com a morte do Michael Jackson.
Mas também não posso ignorar tudo e dizer que nem ligo.
Acho que a poeira baixou um pouco agora, e já dá pra falar disso tranquilo.
Enérgico, talentoso, bizarro, maluco, gênio. Adjetivos que definiriam um cara que foi considerado simplesmente o rei do pop.
Nunca fui fã, mas até que curtia o som dele, e é inegável que ele transmitia uma energia monstra pro público. Apesar de tão distante, todo mundo se sentia próximo dele. Isso é pra poucos.
Polêmico, sempre tinha uma coisa estranha que fazia a gente comentar. Sempre foi motivo das piadas mais hilárias e das críticas mais pesadas. Simplesmente esquisitão x)
Tinha pose de rei, cheio de moral, era grande.
Acho que um dos dias da minha vida que eu nunca vou esquecer, uma quinta-feira em que eu "assistia" TV(leia-se deitada com a cabeça no colo da minha mãe, nem prestando atenção no que acontecia) e a noticia mudou de "Michael em coma" para "morre Michael Jackson". Me assustei, li e reli, resolvi ler de novo e era isso aí, ele morreu.
Hoje eu ainda perguntei pra minha mãe se era verdade, ela falou que sim. É, já era, na linguagem popular "virou presunto" /táparei
Apesar dos pesares, não podia deixar passar direto, a morte de um homem que flutuava no palco, moveu gerações e gravou "Thriller" :D

Aí, Elvis, perdeu! O bordão agora é Michael não morreu!
Vai em paz, Michael Jackson.

2 comentários:

Leon K. Nunes disse...

Nossssa, olha, vou te dizer, Michael Jackson é um cara que sempre povoou o meu imaginário... desde moleque eu o observava assim como a cultura pop o expõe, como um semideus, um cara que estava em outro patamar, sempre gostei dele, na infância tinha até roupas de Michael... com o tempo fui perdendo o interesse em sua música, sua dança e tal, mas a sua imagem sempre me foi muito convidativa, sempre "gostei" muito do Michael Jackson, nunca dei trela às matérias sensacionalistas que o taxavam de pedófilo, e tal... nunca, nunca, nunca mesmo dei trela pra isso... o cara não teve infância, sofreu todo tipo de pressão, é natural que um cara desses queira povoar sua vida com elementos que remetem à infância, como parques, riachos, crianças ao redor... enfim, levaria muito tempo pra explicar porque compreendo tudo o que M. J. fez, mas não acredito nas alegações de pedofilia, era um cara que amava as crianças do mesmo modo como eu e você amamos - ou deveríamos amar... em síntese, era um cara iluminado, sobre quem recaiu todo o talento e as circunstâncias que, não à toa, o tornariam ídolo maior do mundo pop.... sentirei saudades!

amandinha disse...

sempre fui fã de michael jackson
e fiquei arrasada quando vii na televisão ñ acreditei até hoje não caiu a fixa!! el sempre vai se o rei pra mim!!1