quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Um breve adeus

Eu estou num poço de escuridão do qual eu não consigo sair.
Numa fase tão triste da minha vida, que eu já me questionei sobre a razão de eu ainda estar de pé. Eu não sei o que fazer.
Preciso aprender que nunca vou consertar o mundo.
E enquanto eu tento fazê-lo, ele anda se acabando.
Me desculpem pela minha ausência, mas ela vai aumentar por esses dias.
Ando tão infeliz que não consigo mais falar de amor, logo não tenho inspiração pra escrever. Se os laços de amor mais forte que eu já vi estão se desfazendo na minha frente, como é que eu posso acreditar naquele amor eterno do qual eu tanto falo?
Obrigada, volto em breve.
Heloísa

6 comentários:

Daniel disse...

Quanto mais me afundo nessa sua citada escuridão, mais me inspiro para escrever. Que tal fazer esse exercício?
Nem sempre conseguimos falar sobre amor. Podemos varias às vezes também.
Beijos e boa sorte.

Fernanda disse...

espero que melhore e as vezes escrever faz nossa vida se iluminar nos tira do poço..

Acidreptile disse...

A escuridão pode ser inspiradora tb,vc pode escrever sobre isso.

' Geane Melo disse...

Acredite...a escuridão é inspiradora,escrever sobre ela tbm eh uma forma de amenizar a dor e colocar p/ fora um pouco de td o peso q sentimos,a escrita sempre está do nosso lado e nos ajuda nos momentos mais difíceis,acredite!!!

=*

Candy Medina disse...

Vixi, amor eterno é só com Deus amiga D:

Marii Magalhães disse...

sabe.. uma vez eu li ' amor que é amor dura a vida inteira, se não durou, é porque nunca foi amor' Não sei porque mas achei que tinha a ver;;