quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Momento inesquecível, show do Capital Inicial...

E é justamente ao som de Capital Inicial, que eu começo a recordar o sábado, dia 08/08.
Torrei a paciência do meu pai muito, o suficiente para ele concordar comigo que valia a pena reviver a magia que é o show da banda do Dinho Ouro Preto.
Com os ingressos na mão, papai ia sair do serviço e me encontrar no portão de casa às 15h. já que ele tinha compromisso com o grupo dele (pra quem não sabe, meu pai é músico).
Minha ansiedade não cabia em mim, sou muito fã do Capital, muito mesmo. Por eles, valia a pena ir pro samba e esperar com um pouco de inquietação até 20 hrs.
No carro, o cd do Arlindo Cruz embalava nossos planos, nossas apostas sobre o repertório, nossas lembranças em relação ao último show que a gente foi, há seis meses atrás, e sobre a simpatia, carisma, afinação e tudo mais do vocalista.


_Pai, onde é mesmo o pesqueiro?
_Lá em Mauá, filha. Acredita nisso? - respondeu, atento ao trânsito infernal de Santo André.
_Aff, lá no fim do mundo! - não que eu não goste de Mauá, mas realmente é no fim do mundo.
_Ahh nem me fale.
_Tudo bem. Nossa, amo essa música.
E aumentei o volume do rádio, que reproduzia "Será que é amor".
Chegamos em fim ao bairro do tal pesqueiro. O resto do grupo estava atrasado, eu estava arrumando o cabelo frenéticamente, e o meu pai estava me contando sobre os bois que moravam no morro alí perto, e descrevendo perfeitamente o chifre deles.
_Oi, tô onde Judas perdeu as meias, as meeiaaas! (¬¬) - eu disse, fazendo cara de tédio.
_Ah filha, não é pra tanto! Pega sua jaqueta e senta numa mesa perto de mim, tá?
Foram algumas horas meio entediantes pra mim, não que eu não goste de samba, mas só de imaginar o Dinho Ouro Preto, de regata preta, cantando "O Mundo", qualquer outra coisa ficava um porre.
Pra desfarçar o stress, fiz bonequinhos de canudo e cantei um repertório todo de Michael Jackson.


Deu as benditas 20 hrs. Meu pai colocou o pandeiro numa capa, o pedestal em outra. Segurou minha mão e fomos pro carro, rumo a Ribeirão Pires, pro evento que eu mais havia pensado durante as férias, prolongadas em função da nova gripe.


Um show de abertura, uma briga feia, uns gritos do meu pai, umas risadas com um garoto desconhecido (em função aos gritos de ansiedade do meu pai, com o atraso de uma hora), e muitos rocks mais tarde, o apresentador do show anunciou (pela milésima vez) que o Capital ia entrar no palco. Ainda tocaram Smells Like Teen Spirit, pra minha alegria e pro desespero do meu pai, que não gosta de Nirvana.


Eis que a banda entra no palco, e eu tão perto da grade, pude observar o Dinho, tão lindo, legal, simpático e com a tal regata preta que eu esperava, escrito AC-DC.
Cantou todas as minhas músicas favoritas, até dizer a frase que eu nunca vou esquecer:
_Essa música aí, cara, é sobre uma segunda chance, tá bem? É um dos rocks nacionais mais fodas da história, cara.
E começou a introdução de Primeiros Erros. A música que eu e meu pai mais esperavamos, a que mais gostamos também. Nos remete a lembranças, nos emociona.
Olhei pra trás, comecei a chorar. Abracei ele, que também chorava, com força. De saudades do meu avô, que proporcionou a ele as primeiras experiências com o rock, e com o Capital Inicial.
Choramos muito, enquanto eu pedia a Deus pra ser legal comigo, e deixar meu pai na terra pra sempre.
Daí pra frente, o show estava cada vez mais emocionante.

Então tocaram "A Sua Maneira", anunciando que era a última música do show. Eu sabia que não era, porque ainda tinham que tocar Veraneio Vascaína e tal.
O Dinho queria tirar uma foto da platéia. Falou pra todo mundo gritar DU CARALHOO quando ele contasse até 3.
Oportunidade de falar palavrão perto do meu pai, só no show do Capital ou em estádio de futebol. Então aproveitei...
Ele tirou duas fotos. Mas a gente já estava lá no fundão, indo pro estacionamento. No meio de 30 mil pessoas, ia ser impossível sair nas fotos.
Fui andando até o carro, ouvindo a banda tocar "Fogo". Com o estacionamento lotado, ainda consegui ouvir Veraneio Vascaína, e ouvi também a despedida da banda.

Eu fui embora feliz. Feliz por ter assistido minha banda favorita mais uma vez, feliz por ter visto o show tão de perto e feliz por ter vivido mais um momento inesquecível do lado do cara mais importante da minha vida. O que eu chamo de
pai.
Foto do show. Como eu não levei câmera lá, peguei essa foto no fotolog da banda :)

7 comentários:

Leon K. Nunes disse...

Ah, olha só, eu também tenho histórias curiosas de um show do Capital Inicial, uma banda que mudou bastante mas que ainda gosto muito, fui uma das primeiras que aprendi a gostar, e tal... pena que há muito, muito tempo não vejo um show deles... quatro anos, precisamente.... uma tragédia, né; do seu caso, é curioso mesmo passar por isso que sentisse, esse turbilhão de emoçoes, só mesmo no show de uma banda da qual se goste muito mesmo... hehehe suportar horas de ansiedade ouvindo o grupo do pai é muita bondade e muito amor - pelo pai e pela banda... e esse astronauta hein, rs....

Ah, tu não me amola... quanto a isso, tranquilize-se.. pelo contrário, é sempre bom vê-la comentando - e vim assim que soube da nova postagem ;o)

Beijos!

Lilian C. disse...

Aaiiin que sonho ir num show deles *.* Meu sonho é ir em um do Jota Quest mas como minha city é la onde judas perdeu as meia, fica meio impossivel. Bjaao

HSLO disse...

Nossa...eu já fui em um show do Capital é perfeito. Nossa. Tenho alguns cds da banda.


abraços


Hugo

Anônimo disse...

ah! só pra dizer que o show deles é ótemo! fiz um amigo amigo me levantar algumas boas vezes só pra ficar mais perto..MUTO BOM!

beijos!

E.Suruba disse...

Quando teu pai não deixar tu ir pra algum lugar faz assim ó: diz que é mil vezes mais longe, mas se ele quisesse tinha um lugar mais perto...entende?
Capital é mara!
Olhos vermelhos é meu favorito

adenilson disse...

é lindo pq um show se torna uma aventura inesquecivel
quando fui aos shows do iron maiden 2004/08/09 foram assim tbm..
sensacional
viva o cap. inicial
*-*
mas enfim
to aqui pra comentar como sempre.
e pedindo pra q vc de sua colaboração lá no primeiro post do blog...é um pedido muito especial e conto com sua ajuda.
ótimo fds.
nos falamos em breve....
abraço
www.bocadekabide.blogspot.com

adenilson disse...

tu tens q ir no internet explorer Helô...
ai segue os seguintes passos *-*

1 - Acesse: metropolitanafm.com.br/promocoes/o-espertao
2 - Cadastre-se (é rapidinho, mesmo, pode mentir nos seus dados.!)
3 - Vá novamente em metropolitanafm.com.br/promocoes/o-espertao
4 - Clique em votar
5 - Escolha a opção : Adenilson Flor Maciel
6 - Clique em votar
Prontinho!