sábado, 5 de setembro de 2009

' Só um desejo honesto...

Alguma vez você já quis fugir?
Fugir dos problemas, ou apenas experimentar algo diferente?
Será que alguma vez sequer, você pensou antes de falar?
Ou será que tem consciência total de que suas palavras as vezes machucam?
Diz pra mim, você já quis voar?
Só pra vez o mundo de outro jeito ou quem sabe, só pra se aventurar...
Cada pessoa que a gente encontra deve ser valorizada por inteiro,
Ou só pelo que ela merece.
Mas mesmo assim, não perca a chance de fazer alguém feliz.
Foram inúmeras as vezes em que você quis desistir,
E são as pessoas que mais te amam que te ajudaram a vencer.
Não bata com luva de pelica na face de quem deu a cara a bater por você.
Faça diferente, ou simplesmente faça a diferença.
Tente não passar pelo mundo sem deixar sua marca,
Meça suas palavras, controle suas ações, observe seus próprios gestos.
Dias melhores virão pra você. E eu rezo por isso.
Não seja apenas passageiro, participe da história de alguém.
E eu daqui, espero de coração, que você não apenas viva;
Mas deixe lembranças suas em cada pessoa que te conheceu.
E quero que você aproveite ao máximo sua vida.
E eu sempre te disse, e repito: sempre estarei ao lado teu.

Só não se esqueça que atrás do veneno das palavras, só se sobra o desespero de ver tudo mudar... Talvez até porque ninguém mude por você! ♪ - Capital Inicial

Para um menino, (não sei se ainda) amigo meu.

Um comentário:

Leon K. Nunes disse...

Isso de passar pela vida é sempre um risco, né, acho que estamos sempre parando e pensando no que estamos deixando, e nos preocupamos também com o que estão deixando aqueles que são importantes pra nós, mas temos que buscar nos livrar desses estigmas, pensar que o que importa é construirmos algo e os outros é que avaliarão o que fazemos, e se somos importantes para alguém, se há alguém que pensa em nós em um momento qualquer, perdido, se há alguém que voluntariamente se importa conosco, então de fato não estamos apenas passando pela vida como mesas ou pacotes de biscoito... estamos dando prosseguimento ao que há de melhor na nossa humanidade. Vida longa a seu amigo, e a todos os que estão em condições iguais; que não sejam somente passageiros. O alerta tá dado. Beijos, Heloísa!