quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Sobre algo precioso.

Não é normal, concreto e verdadeiro como deveria ser. Está além, e também, está muito abaixo disso.
É meio mágico, é abstrato, é estranho e às vezes duvidoso.
Poderia ser perfeito, se não fossem os pequenos defeitos que o fazem bem melhor.
Ele é suave, mas nos faz mais fortes. Ele é fácil de encontrar e difícil de se viver.
Se você o tem nas mãos, passa a querer gritar ao mundo. Se você o vê distante, o procura inconscientemente.
Não é algo que você poderia simplesmente resumir, ele é complexo e como eu já disse, imperfeito.
Está aí, pra quem quiser sentir. Está em tudo, e é o que te faz viver.
É como o ar, e como uma tempestade. Te faz sentir corajoso e covarde.
Você não disfarça, quando assume. Mas quando você omite, não se sente em paz.
É um fogo que parece que não apaga, pesa uma tonelada e não te esmaga.
Sinta-o, pois nunca vai saber quando ele vai chegar.
E quando ele chega, há quem precise de três palavras para se eternizar.


"E hoje em dia, como é que se diz eu te amo?"
Renato Russo

10 comentários:

Candy disse...

poisé, eu detesto a Miley, mas eu seguia ela, SHAUSHAUS, nem faz diferença mesmo :T

ah, não consegui ler seu post porque a fonte fico muito pequena aqui...

Candy disse...

aah, agora deu pra ler :D
Queria saber fazer textos assim, mais pessoais, mas meu negócio é criticar mesmo, hsuashuashua

poisé... ela é alfabetizada, tsc tsc.

adoro piadinhas desse tipo HAUSHAUSHAUS

Marcelo Mayer disse...

opinião ácida? tudo isso que vc diz é constrangedor porque amor e amar são as formas mais humilhantes que o homem ousou em criar.

te seguindo!

Anônimo disse...

Lindas palavras Helô, parabéns!! Nada mais certo! "chamou minha atenção o jeito que o amor, tocando os pés no chão alcança as estrelas..."

Anônimo disse...

O amor é exatamente assim,como você descreveu!
'Te faz sentir corajoso e covarde'
Me identifiquei muito com essa parte,é exatamente como eu me sinto!
Amei!

Beijos:**

~ Gaa.h disse...

Me identifiquei muito com o texto..Ficou lindo demais!!

"Você não disfarça, quando assume. Mas quando você omite, não se sente em paz.
É um fogo que parece que não apaga, pesa uma tonelada e não te esmaga."

Ameei ^^

Beijoos ~
Ta lindo o blog ;)

Anônimo disse...

áh o amor é tudo isso mesmo
adorei o post e estou te seguindo
beijos ;*

Lorena disse...

Nossa, que texto ótimo. Sério, eu fiquei boquiaberta lendo.
Beijos.

Leon K. Nunes disse...

É muito bonito mesmo... gostei da forma como se referiu ao amor.... eu já comentei, não lembro em que blog, que acho muito difícil escrever sobre isso, mesmo que eu pense que já amei - ou que amo, vez que não creio que esse termo possa ser flexibilizado para o passado..... Renato Russo disse tudo; você completou, com maestria.

Um beijo, desculpe a demora em vir comentar aqui!

Rafael Vieira disse...

"Mas quando você omite, não se sente em paz" a mais pura verdade.
e ando ouvindo muito esse cd duplo da legião