sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Sobre como eu descobri que meu irmão estava crescendo.

Hoje eu fui buscar o Rodrigo na escola, e pude assim notar que ele havia se tornado um lindo aborrecente.
Na porta da escola, não encontrei aquelas mães fofoqueiras, mas vi umas garotas de calça apertada e uns meninos sem camisa, ouvindo funk, esperando os "mano" deles sairem da escola.
Quando o Digão saiu, peguei sua mão e viemos conversando e cantando. Então, veio a revelação:
_Meu amigo me ensinou uma poesia pra pegar meninas.
Ok, um menino de 11 anos - que há 8 anos eu custo a acreditar que já sabe ler e amarrar os sapatos - falando de "pegar" meninas.
_Sério Digo? - respondo, olhos arregalados - qual?
_Ah, é assim:
"Eu não tenho QI e vou entrar pro pcc
Mas queria te dizer
O quanto amo você"
_What?
Eu, pseudo poetisa, ouvindo uma pérola dessas.
_Ah Lô, eu sei que as meninas não curtem muito! Só queria te contar.
De repente, uma pirralha de uns 12 anos, cabelo tingido, sutiã de bojo e calça baixa e apertada me grita um:
_E aí, Diguiiiiiiiinhuuuuuu, beleza?
Eu me assusto:
_Rodrigo Vilela, não brinca que você anda com esse tipo de gente!!!
_Ah, ando não. Meu amigo João já pegou ela!
_Tá, não entre em detalhes sórdidos, você provavelmente pegou a amiga dela, e...
_Não, não gosto desse tipo de menina. Mas também não gosto de nerds igual você.
Meus olhos se enxeram de lágrimas, ignoro a ofensa, não faz mais sentido chamar o garoto - que nesse momento está me contando uma história incrível - de anão. Tento resgatar a infância que semana passada ainda existia:
_E aí, carinha, vamos assistir Hannah Montana?
E ele me olha, e abre um sorriso, e tira o filme infantil que a gente tinha acabado de alugar, da mochila, pra ver o encarte.
Hoje nós vamos assistir Monstros x Alienígenas. Nem ligo, faço qualquer coisa pelo meu motorista de autorama.
Só pra constar, eu te amo (L)

13 comentários:

dothhhh♥ disse...

hahahaha
pseudo-poetisa, heloísa? queria eu ser como você ;D

HSLO disse...

Legal...eu queria tanto ter um irmão menor...


abraços


Hugo

Maria, Pablo e Brenda disse...

Fofiiissimo. ^^

Beijos, M.

Katrina disse...

HAHAHAHAHAHA

Olha, isso me lembrou os versinhos que eu ganhei de um amigo que tinha 17 anos:

Se o mar é de sal
e a bolacha é de água e sal
então o mar é um biscoitão

gabs . disse...

HAAA, eu tenho um pintor de rodapé em casa também para me assustar com o quanto a molecada de hoje em dia está se tornando precoce! O meu também não curte funk ou nerds, na verdade eu sinceramente espero que ele só pense nos joguinhos de computador dele!
Cada centímetro que o meu irmão caçula cresce, que, de acordo com a herança genética, não são muitos, eu me sinto um pouco mais careta.

viva as irmãs nerds caretas ;D
beijinhos pra ti Helo.

Marcelo Mayer disse...

só os caras sem camisa ouvind funk já me dão nojo

Erica Vittorazzi disse...

Heloísa, que lindo!!!

Adoraria ter um irmão caçula, só para ver crescer!! E morrer de medo!!!


Beijos

Deni Maciel disse...

ééé mininaa
o tempo passa...
ô se passa =/
abraço
ótimo fds imendado.
=]
com bruxas e finados.
ou seja..o Jason Vorhees numa vassoura...
ou a hebe camargo fazendo uma poção magica pra rejuvenescer...
...
em breve:
Pastormentado e o video game =O

Leon K. Nunes disse...

Eu não saco nada disso, não sei conversar com criança, me perco nos seus dialetos, não tenho dinamismo suficiente pra acompanhar os pensamentos de alguém da minha geração, que dirá de um garoto na puberdade.... mas não tenho nem manifesto qualquer desprezo por isso, vejo professores falarem coisas como essa - "aborrecentes" - e pode ser dito até em tom de brincadeira, mas eu não relativizo o poder negativo que tem uma palavra, sobretudo porque já fui adolescente e sentia isso, e talvez isso explique um pouco da baixa autoestima que dorme e acorda comigo todos os dias. E apesar do meu aparente distanciamento com essa molecada, eu gosto deles, gosto de observá-los, gosto de dar aulas pra eles, gosto de ver as diferenças - que são menores do que parecem - entre os de uma escola pública e uma particular, e gosto de conversar também, mesmo que eu esteja num ritmo mais lento; até gostaria de ver filmes como esse Monstros x Alienígenas, mas tinha que vir acompanhado dum bom papo depois, se possível regado a muito... Guaraná Antarctica...

Sobre o acidente, aconteceu sim, mas não foi hoje, foi há mais de um ano, e não foi tão trágico, foi uma derrapada e uma quedinha, nem cheguei a bater noutro carro, rs....

Um beijo, valeu pela presença, seu irmão deve ser um cara engraçado.........

Anônimo disse...

HAHAHAHAHA

Fique feliz porque meninos demoram mais pra se tornarem adolescentes de verdade, eles sempre cultivam uma coisa criançona. Com menina isso acontece bem mais rápido.
Todo dia eu me surpreendo com a minha sobrinha de seis (isso mesmo, seis) anos. :)

Abraços

Loh_rayne disse...

as pessoas qe a gente ama cresce e a gente nem percebe, pra sempre vão ser os nossos nenens né ?! haha

:*

Leandro Martins disse...

haha, seu irmão cresceu! auhauhsa
legal a narração!

Quell disse...

Si pá até o digo já tá nessa em looh??
Jesuis!!! somos caretonas estamos ferradas!!

Eu ti falei para criarmos o bonde do balão magico! (risos)

Beiijos beiijoos
e não fique ensiumanda, qualquer hora faço um texto pra ti tbm ok?